1921

O começo da era criativa Paranaense

Com a fundação da primeira agência do Paraná, uma era memorável para a propaganda começou. Prepare-se para uma viagem fascinante por esses 100 anos.

Sobre

Um centenário que guarda histórias memoráveis

Momentos épicos, carregados de inteligência, talento, emoção e trabalho – muito trabalho.

O livro “100 Anos de Criatividade – A Propaganda Paranaense 1921-2021” celebra o centenário de fundação da primeira agência de propaganda no estado.

Ele conta a história empolgante, divertida e surpreendente dessa atividade que animou os bastidores da economia paranaense nos últimos cem anos. Fala de incríveis protagonistas e seus trabalhos mais memoráveis. Acompanha a evolução tecnológica dos meios de comunicação, desde os primórdios da arte tipográfica até a atualidade da internet e seus canais sociais.

E, mais do que isso, mostra como a propaganda acompanhou essa evolução e mobilizou uma energia criativa gigantesca para construir marcas e mercados de importância vital para o desenvolvimento do Paraná. Uma história que você poderá acompanhar, antes mesmo do lançamento oficial do livro, por meio de fascículos quinzenais.

 

Paulo Vitola – Publicitário, compositor e escritor.
Presidente da Academia Paranaense de Letras.

 

Pré-lançamento

Receba fascículos
do livro para viajar
nessa história

Você vai descobrir os fatos mais marcantes, os protagonistas desses 100 anos e, ainda, conhecer ou relembrar campanhas memoráveis, que colocaram a propaganda do Paraná entre as melhores do mundo.

Lançamento oficial
do livro impresso

04
12
2022

Protagonistas

Que
inspiram e
movimentam
o mercado

Quer conferir estes e
outros depoimentos?
Faça o seu cadastro para
receber os fascículos.

Alessandro Tauchmann

“Silvia (Dias de Souza) fez escola. Faz parte da história da propaganda e como protagonista. Foi a partir do trabalho dela, que ajudou a dar visibilidade para o mercado, que muitos profissionais construíram suas carreiras. A Silvia é, e sempre será, parte da memória da propaganda e um exemplo de como devemos falar e mostrar o que fazemos para manter relevância no cenário nacional. E quando ela deixou de atuar, o mercado percebeu o quanto o trabalho dela era importante para a nossa memória e autoestima”.

Paulo Vitola

“O verdadeiro pseudônimo do Solda foi criado, sem querer, pela fotógrafa Nélida, a Ghorda, então mulher do Retta e também gaúcha. Insistindo para que o Solda batalhasse mais para ser nacionalmente reconhecido como cartunista, Nélida falava: “Solda, tu tens que te impor, tens que te impor!” Assim nasceu o Professor Thimpor, personagem, alterego e, para muitos, o genuíno Luiz Antonio Solda.”

José Buffo

“De volta ao passado, estou no final dos anos 1970. Faço parte de uma tendência estudantil trotskista, aguerrida, pop, descolada, a Libelu. O slogan: Abaixo A Ditadura. Antes de a ditadura cair, ela me botou na cadeia. Minha arma: ideias e palavras. A deles, armas e porradas. Meu esporte, à época, era o grafite. O muro era o espaço de minhas orações noturnas. O grafite me aproximou de um ex-beneditino e reverendo das artes e manhas: Paulo Leminski. E aí começou minha história na propaganda.”

Alice Ruiz

“Por ocasião de um jantar comemorativo dos prêmios publicitários, fui com o Paulo e conheci a India do Brasil Sigwalt, quase com certeza, a primeira proprietária e diretora de uma agência de propaganda em Curitiba, a Século XX.

A Índia veio parabenizar o Paulo pela campanha, ele me apresentou e contou a ela que a ideia tinha sido minha. Nossa empatia foi imediata e, nesse dia mesmo, ela me convidou para ser a redatora de sua agência.”

Jamil Snege

“O momento mais próximo da perfeição, como experiêrncia criativa, eu vivi na Múltipla Propaganda. Isso graças a um italianinho de Marau que chegou em Curitiba na carona de um caminhão, aos quinze ou dezesseis anos, trazendo uns desenhos a lápis sobre fundos de caixa de papelão – retratos – o papa João XXIII entre eles. Desidério, magro, pequeno, M. Pansera. M de Máximo, informava, um pedido de desculpas no sorriso acanhado. Desidério Pansera, pronto, sem o M. Só conhecia uma pessoa em Curitiba – o conterrâneo Airton Pissetti, que o instalou na pensão onde morava e o levou a conhecer a cidade. Três anos depois, estou trabalhando com o Desidério. Dez anos depois, estou trabalhando com o Desidério. Um dos raros sujeitos capazes de experimentar um orgasmo diante de uma peça bem produzida. O cara que beija a bola depois de fazer o gol.”

Quer conferir estes e outros depoimentos? Faça o seu cadastro para receber os fascículos.

Veja quem também contribuiu com essa história:
A
Abrilino Fernandes Gomes
Acidália Chen
Adair Bognato (Pikooka)
Adalgiza Portugal
Ademar Monteiro
Adherbal Fortes De Sá Jr
Adherbal Stresser
Adib Jatene
Adibe Nastás Neto
Adolar Zandoná
Adolfo Soethe
Affonso Camargo
Airto Moreira
Airton Cordeiro
Airton Pissetti
Albano Cavalin
Alberico Xavier De Miranda
Alcebíades Muniz
Alceu Honório
Alcides Vasconcellos
Alex Ferraresi
Alexandre Curi
Alfred Agache
Alfredo Andersen
Ali Chaim
Alice Ruiz
Almir Feijó
Almir Hoffmann De Lara
Altair Ramalho
Aluizio Finzetto
Alvaro Borges
Alvaro Dias
Amanda Fontoura Zanotto
Amilcar Gigante
Ana Ferrell
André Bukovinski
André Rassi
Andrea Mota
Anfrísio Siqueira
Ângelo Vanhoni
Antônio Sérgio Cescatto
Anhanguera
Aníbal Requião
Anita Barreto Da Cunha
Antonio Arney
Antonio Carlos Kraide
Antônio Darclê Ribeiro
Antonio Luiz De Freitas
Antônio Melilo
Antonio Pietrobelli
Aramis Millarch
Ari Fontoura
Aristides Merhy
Aristides Pereira (Manaoos)
Arlete Parrilha
Arlete Soares
Arnaldo Del Monte
Arno Feliciano De Castilho
Artur Nísio
Avelino Vieira
Azevedo Trilha
B
Baixinho Malucelli
Ballet Guaíra
Barros Júnior
Bayard Osna
Benedito Pires
Bento Munhoz Da Rocha Netto
Bertoldo Hauer
Betinho Guelbeck
Beto Ghidini
Beto Richa
Bira Menezes
Borba Gato
Bráulio
C
Cândido De Abreu
Cândido Lopes
Carlos Ador
Carlos Cauby Silveira
Carlos Deiró
Carlos Freitas
Carlos Maranhão
Carlos Moreno
Carlos Oswald
Carmela Dutra
Carmen Mariante
Cármen Miranda
Carneiro Neto
Cássia Kiss
Cassio Taniguchi
Castro Alves
Catatau
Cecílio Do Rego Almeida
Celinha Camargos 
Célio Heitor Guimarães
Celso Goes
Celso Loducca
Celso Olivio Niespodzinski
César Bond
Cesar Marchesini
Cesar Silvestri Filho
Chacon Jr
Cheval
Chico Branco
Chico Brasileiro
Chiquinho Zimermann
Cícero Cattani
Cícero Gomes
Cícero Marques
Cida Borghetti
Cila Schulman
Cintya Reese
Cláudia Wasilewski
Cláudio Corrêa e Castro
Cláudio Seto
Clemente Comandulli
Cleon Ricardo Dos Santos
Cleto De Assis
Comadre Deise
Cordeiro Júnior
Costa e Silva
Cris Alessi
Cristiano Hotz
D
Dalton Trevisan
Dani Trito
Danilo Dávila
Dante Romanó Jr.
Danúzia Cintra
Darci Piana
David Campos
David Ogilvy
Débora Iankilevich
Delegado Kiq
Délio César
Deonilson Roldo
Derli Donin
Desidério Pansera
Dico Kremer
Dide Bettega
Didier Deslandes
Dilma Rousseff
Dimitry Kozemiakin
Dino Almeida
Divonei Campos
Dom Pedro II
Domício Pedroso
Domingos Nascimento
Domingos P. P. De Souza
Domingos Pelegrini Jr
Dorival Viana
Doutor Antenor
Dr. Pomposo
Ducastel Nicz
Dulcídio Caldeira
Dupla Borges E Caprone
E
Edgar Bueno
Edgar Withers
Edison Helm
Edson D’avila
Edson Moraes
Edson Perin
Eduardo Martins
Ehrenfried Wittig
Elaine Simões
Elci D’avila
Elizabeth Destéfanis
Elizabeth Parapinski
Elizabeth Schmidt
Eloi Zanetti
Elon César Isfer Garcia
Elon Garcia
Emílio Gomes
Emílio Médici
Enéas Faria
Ênio Belvague
Enock De Lima
Epaminondas Santos
Erbo Stenzel
Ernani Buchmann
Ernesto Geisel
Esmeralda Chaim
Euclides Requião
Eugênio De Félix
Eugênio Hauer
Eugênio Thomé
Eulâmpio Viana
Eunice Mazola
Eurico Beraldo
Eurico Gaspar Dutra
Euryclides Zerbini
Eva Timovicz
Eveline Lacerda
F
Fábio Campana
Felipe Engler
Feres Merhy
Fernando Barbosa Lima
Fernando Calderari
Fernando Camargo
Fernando Cretella
Fernando Durante
Fernando Ghignone
Fernando Kloss
Fernando Martins De Carvalho
Fernando Montanari
Fernando Nogueira
Fernando Simas
Fernando Velloso
Fernando Zeni
Fernando Ziviani
Fido Fontana
Flávio Ferreira Da Luz
Flávio Waiteman
Foca Cruz (in memorian)
Francesc Petit
Francisco Caetano De Souza
Francisco Caltabiano
Francisco Camargo
Francisco De Paula E Silva Gomes
Francisco Krassuski
Franco Giglio
Frank De Hollanda
Franklin Silva Jardim
Fritz Basfeld
G
Gabriel Leão Da Veiga
Gabriel Zelmeister
Gastão Chaves
Gastão Pereira Da Cunha
Gebran Sabbag
George Orwell
Gerson Guelmann
Gianfrancesco Guarnieri
Gilberto Ricardo Dos Santos
Gilmar Lopes
Glaci Gotardelo
Glaucia Nogueira
Glauco Flores De Sá Brito
Glauco Souza Lobo
Gleisi Hoffmann
Gorgias
Grace Moore
Guido Viaro
Gustavo Fruet
Gustavo Leme
Gustavo Rayel (in memorian)
H
Haroldo Lopes Jr
Helcio Kal Gelbecke
Hélio Puglielli
Helisson Schiavinato Rezende
Helmuth Wagner
Henriqueta Penido Monteiro Garcez Duarte
Heraldo Evans Jr
Herbert Vianna
Hermas Brandão
Hermes Astor Soethe
Hermes Macedo
Hildebrando De Araújo
Hiram De Hollanda
Hiram Silva De Souza
Hudson José
Hugo Duarte
Hugo Santana
Humberto Cozzo
Humberto De Alencar Castello Branco
Humberto Lavalle
I
Idelson Santos
Idefonso Pereira Correia
Irmãos Muzzillo
Irmãos Queirolo
Isaac Karabtchevsky
Isaac Lazzarotto
Isabela Wanderley
Itané
Itanel Bastos De Quadros Júnior
Ivan Bonilha
Ivens Fontoura
Ivo Arzua
Ivone Ribas
J
Jacinto Cunha
Jacobus Visser
Jaime Brustolin
Jaime Canet
Jaime Lechinski
Jaime Lerner
Jaime Zlotnik
Jair Bolsonaro
Jair Mendes
Jamil Snege
Jamur Júnior
Jane Martins
Jânio Quadros
Jaques Mário Brand
Jean Garfunkel
Jerônimo Thomé
Jesuíno Lopes
Joacir Baggio
João Alfredo Da Silva
João Baptista Groff
João Cachorro
João Carlos Bemvenutti
João De Pascoale
João Feder
João Figueiredo
João Ghelfi
João José De Arruda Neto
João Koss
João Lazzarotto
João Lopes
João Mansur
João Milanez
João Milano
João Pedro Albuquerque
João Schreiben
João Turim
João Urban
Joel De Oliveira
Jonatas Reichert
Jorge Deodato Lemoine
Jorge Gerez
Jorge Pfister
José Cardoso
José Carlos Baraúna
José Cury
José Dionísio Rodrigues
José Eduardo Vieira
José Ferreira Da Luz
José Isfer Kalluf
José Maria Santos
José Pio Martins
José Richa
José Roberto Berne
José Roberto Oliva
Jose Zaragoza
Juarez Machado
Juca Pacheco
Júlia Tortatto Lazzarotto
Júlio Bedin
Júlio Gimbert
Júlio Jacob Jr.
Júlio Krieger
K
Kalkbrenner
Karine Lotoski
Katya Hochleitner
Kemal Sampaio
Kike Borell
Kiko Gemael
L
Lais Mann
Lala Schneider
Lange De Morretes
Lee Swain
Leitão De Abreu
Leite Chaves
Léo Choma
Leon Peres
Leonaldo Paranhos
Leonardo Henrique Dos Santos
Leonardo Lazzarotto
Leonardo Revesso
Leonel Brizola
Levy Souza
Linda Saparolli
Lívio Gomes Moreira
Lotha Moncada
Lourival Neves
Lu Krobel Vertematti
Luciana Detmer
Luciano Ducci
Lúcio Pepino
Lúcio Weber
Ludovico Joubert
Luisão Stelfeld
Luiz Alfredo Malucelli
Luiz Antonio Solda
Luiz Antonio Vieira
Luiz Aurélio Alzamora
Luiz Carlos Lee Swain
Luiz Carlos Rettamozo
Luiz Carlos Zanoni
Luiz Geraldo Mazza
Luiz Groff
Luiz Manfredini
Luiz Renato Ribas
Lula
Lysandro Santos Lima
M
Manoel Carlos Karam
Manoel Coelho
Manoel Pinto Teixeira
Manoel Preto
Manoel Ribas
Mara Fontoura
Marcelo Belinati
Marcelo Cattani
Marcelo Rangel
Marcelo Roque
Marcelo Silva
Márcia Magno
Márcia Oleskovicz
Marcos Olsen
Marie Delfine Caillet
Marielza Gomes Marcondes
Marina Mancini
Marina Willer
Mário Bittencourt
Mario D'Andrea
Mario Maranhão
Mário Quintana
Mário Tourinho
Marly Terezinha
Marquito Malucelli
Marshall Macluhan
Maurício Fruet
Maurício Ramos
Maurício Távora
Mauro Alice
Mauro Borja Lopes
Mauro Cesar Moreira De Souza
Meire Nogueira
Melo Pacheco
Miguel Krigsner
Milton Moacir
Miriam Bretzke
Miriam Keher
Moacyr Gouveia
Monge José Maria
Mônica Santanna
Morais Fernandes
Moysés Lupion
Müller
Muppet Show
Murilo Amorim Correia
Murilo Neri
N
Nadair Rodrigues
Nagibe Chede
Napoleão Miranda
Nassib Jabur
Neil Ferreira
Nelson Biondi
Nelson Fanaya Filho
Nelson Maculan
Nelson Santos
Nelson Silva
Nelson Vilalva
Nenê Serrato
Néslio Pinheiro
Newton Guimarães
Ney Alves De Souza
Ney Braga
Ney Leprevost
Nhô Belarmino e Nhá Gabriela
Nicette Bruno
Nilo Cairo
Nilson Machado
Nilson Müller
Nilton Romanoski
Nizan Guanaes
Noazir
Noel Rosa
Norberto Castilho
Norberto Toedter
O
Odelair Rodrigues
Olavo Bastos Freire
Olavo Bório
Olga Oliva
Omar Sabbag
Onez
Oriovisto Guimarães
Orlando Pessuti
Orquestra Manon
Os Calouros Do Ritmo
Oscar Caporale
Oscar Peixoto
Oscar Plácido E Silva
Oscar Schrappe
Osires Haddad
Osires Nadal
Osmar Dias
Osmar Mendes
Osni Bermudes
Oswaldo Miranda
Oswaldo Navarro
Otto Kotze
P
Padre Miotto
Patrícia Fabiani
Patrícia Tavares
Paul Garfunkel
Paulino Kotaka
Paulino Viapiana
Paulo Bernardo
Paulo Chaves
Paulo De Tarso
Paulo Goulart
Paulo Leminski
Paulo Leminski Filho
Paulo Martins
Paulo Miranda
Paulo Pimentel
Paulo Ricardo Dos Santos
Paulo Vitola
Pedro Arlant Neto
Pedro Alcântara Worns
Pedro Lapallu Deffes
Pedro Mikilita
Pedro Sartorelli
Pedro Scucuglia
Pedro Stier
Pedro Viriato Parigot De Souza
Percy Tamplin
Péricles De Mello
Pier Massimo Nota
Plínio Costa
Poty De Carvalho Tubino
Potyguara Lazzarotto
Prefeito Marcelo Rangel
Professor Lemos
R
Rafael De Lala
Rafael Greca
Rafael Iatauro
Raposo Tavares
Raquel Machado
Ratinho Júnior
Raul Cruz Lima
Raul De Souza
Regina Kolbert
Reginaldo Loyola
Reginis Prochmann
Reinaldo Camargo
Reinaldo Godinho
Reinaldo Atem
Renato Cavalher
Renato Kloss
Renato Mazânek
Renato Schaitza
René Bittencourt
René Dotti
Requião
Reynaldo Jardim
Roberto Duailibi
Roberto Menghini
Roberto Novaes
Roberto Peixoto De Souza
Roberto Pirajá M. De Araújo
Roberto Schnorrenberg
Rodney Frare E Silva
Rodrigo Havro Rodrigues
Rodrigo Piemonte Ribeiro
Rody Frederico Janz
Rogério Delê
Rogério Dias
Rogério Mainardes
Rogério Sermann
Rolando Boldrin
Romário Martins
Romualdo Ousaluk
Ronald Stresser
Rosalia Kolberg
Roseli Abraão
Rosemari Naumes
Rosirene Gemael
Rozaly Salazar
Rubens Brasil Folino
Rubens Jansen De Sá
Rubens Rollo
Rubens Teig
Ruy Werneck De Capistrano
S
Sale Wolokita
Samuel Guimarães Da Costa
Samuel Silveira
Sansores França
Santos Dumont
Saul Raiz
Sérgio Luís Pichetto
Sergio Maluf Torres
Sérgio Menezes
Sérgio Mercer
Sérgio Reis
Sergio Ricardo Cunha
Severiano Justi
Sibele Miranda
Sileide Costa
Silvana Cassol
Sinval Martins
Souza Naves
Stellinha Egg
Sueli Evangelista
Sylvio Back
Sylvio Ronald
T
Tânia Canto
Telma Polla
Tereza Souza
Theodoro De Bona
Tomás Edison Vieira
Toni Lopes
Tônia Maria
Tônio Luna
Tota Malucelli
U
Ubiratan Lustosa
Ulisses Maia
Ulysses Guimarães
V
Valduir Pagani
Valêncio Xavier
Vanessa Knorst
Vanessa Volpi
Vera Diaz
Vera Lúcia
Victor Johnson
Vieira
Vinicius Alzamora
Vinicius Coelho
Viviane Camargo
W
Walcimar De Souza
Waldir Siedschlag
Waldomiro Perini
Walmor Marcelino
Waltel Branco
Walter Clark
Walter Rupel
Walter Soares
Walter Sucupira
Washington Olivetto
Wianey Pinheiro
William Sade
Willy Gonzer
Wilson “Espigão” De Andrade E Silva
Wilson Thomaz
X
Xênia Wollaco Rosa
Z
Zacarias De Góes E Vasconcellos
Zaco Paraná
Zeno José Otto
Zigfried Bholman
Ziraldo

100 anos

Centenas de fatos marcantes

O primeiro radioamador brasileiro

Lívio Gomes Moreira, chefe dos Telégrafos de Curitiba no início do século 20, foi o primeiro radioamador brasileiro e também o pai do rádio paranaense. Ele fez a primeira transmissão de rádio entre sua casa, na rua Paula Gomes, e a casa de seu amigo Flávio Luz, na Augusto Stellfeld, em outubro de 1909, apenas 13 anos depois de Marconi patentear seu invento.

Uma ideia que transformou o Brasil

O grande movimento das Diretas Já, que restabeleceu no Brasil o Estado Democrático de Direito, começou no Paraná com a campanha “Eu Quero Votar pra Presidente”, criada na Exclam por Sérgio Mercer, Ernani Buchmann, Bira Menezes e Antônio Freitas.

Criatividade que virou produto

Foi uma campanha criada pela Múltipla para a prefeitura de Curitiba em parceria com a Danone que deu origem às populares bandejas de iogurte com seis potinhos. Quem comprasse ganhava um envelope com sementes de árvores e as instruções para semeá-las dentro dos potes após o consumo do produto.

Líder nacional em cartões-postais

Nos anos 1950 e 1960, a Impressora Paranaense contratava José Kalkbrenner e Helmuth Wagner para fotografar as principais cidades brasileiras e produzir um dos mais utilizados meios de comunicação daquela época. Por muito tempo, a Impressora foi líder nacional na produção de cartões-postais.

Uma fusão inesperada

A P.A.Z. chegou ao fim da década de 1970 como a maior empresa paranaense de propaganda por ter criado campanhas para grandes marcas e mercados. Mas a criação mais célebre de seu diretor, Zeno José Otto, foi um novo clube de futebol. Zeno promoveu a fusão do Colorado com o Pinheiros e deu à luz o Paraná Clube.

Faça o seu cadastro

Acompanhe essa
história em
fascículos

Receba quinzenalmente um novo fascículo do livro e, em breve, tenha acesso a conteúdos exclusivos.

Cadastro realizado com sucesso!

E-mail já cadastrado!